blog//

home > blog
20/08/2019 | BIZ SERVICES

Plataforma de BI em nuvem: aumente a eficiência da sua gestão de vendas

A mobilidade de acesso à informação garantida por dispositivos móveis fez com que um setor da tecnologia se desenvolve com força nos últimos anos: o cloud computing, também conhecido como computação em nuvem. Eles são aplicações baseadas completamente na internet que têm como princípio básico a acessibilidade em diversos tipos de aparelhos e a capacidade quase infinita de armazenamento de dados.

Hoje, esse tipo de ferramenta já se espalhou para diversos áreas de negócios como vendas, relacionamento com o cliente, armazenagem de arquivos e, mais recentemente, para business intelligence. E neste ambiente que ele encontrou uma de suas melhores combinações.

O CloudBI, ou plataforma de BI em nuvem, consegue unir a necessidade de entregar dados relevantes de forma ágil e simplificada (BI) à acessibilidade em qualquer dispositivo e maior capacidade de armazenagem (cloud). Um conchavo ideal para tomadas de decisões corporativas fortemente embasadas, rápidas e efetivas.

As suas possibilidades são tão grandes que um estudo da consultoria Gartner apontou que, em 2016, cerca de um terço das empresas no mundo já usava ou planejava aderir dentro do próximo ano uma plataforma de BI em nuvem.

Como uma plataforma de BI em nuvem pode melhorar o desempenho do seu negócio

Dos setores de um negócio, a área de vendas é uma das mais beneficiadas pelo uso de uma plataforma de BI em nuvem. Isso porque esse aparato tecnológico garante um processamento e análise de informações importantíssimas para uma boa gestão comercial. Por exemplo: acesso a dados sobre os prospects, tendências de mercado, melhores métodos de negociação, métricas, produtividade individual dos profissionais, flexibilidade etc.

Neste post, separamos nove atributos de uma plataforma BI em nuvem que auxiliam tanto na gestão de uma área comercial, quanto no próprio trabalho dos profissionais em fechar novos contratos. São eles:

  •  Acesso a dados em qualquer lugar/dispositivo: a computação em nuvem dispensa a necessidade de diversos softwares de ter uma máquina de referência, ou seja, aquela na qual os dados poderão ser acessados. Sem essa exigência, gestores e profissionais podem acessar os dados contidos nela em uma infinidade de dispositivos e até quando estão em atividades de campo.
  • Controle de produtividade/performance individual: com uma plataforma BI é possível verificar em tempo real índices de produtividade e métricas relacionadas às entregas individuais dos profissionais do setor comercial.
  • Informações sobre prospects para facilitar as negociações: o business intelligence compreende a análise e interpretação de dados provenientes de diferentes canais – banco de dados de e-commerce, campanhas de marketing, buscas em ferramentas como Google, transações bancárias, redes sociais e etc. Esse montante de dados fornece insights interessantes sobre os prospects de um negócio e facilitam a interação dos representantes com esses leads, aumentando a efetividade da negociação e consequentemente os resultados finais do setor.
  • Visão macro do desempenho de vendas: com esse tipo de ferramenta, o gestor pode ter acesso a todos os dados e métricas do setor comercial em tempo real. Ou seja, ele consegue avaliar como está o andamento da área em relação às metas mensais/trimestrais, assim como curvas de crescimento e decrescimento.
  • Monitoramento de cada fase do ciclo de vendas: uma plataforma BI em nuvem permite o monitoramento do ciclo de vendas do setor comercial (tanto físico quanto e-commerce) em todas as etapas do ciclo de vendas. Com os dados presentes nesta ferramenta é possível verificar em detalhes onde estão os gargalos de cada operação e desenhar ações de melhoramento específicos para cada uma. Além de, claro, analisar se as mudanças surtiram efeitos.
  • Controle e redirecionamento de estratégias: com um acompanhamento em tempo real dos resultados do setor comercial é viável traçar planos de contingência no caso dos dados estarem aquém das metas estabelecidas para o período. Essas plataformas também oferecem dados para balizar os redirecionamentos de estratégias ou validar aquelas que foram desenhadas pela gestão.
  • Maior espaço de armazenagem de dados: softwares tradicionais costumam ter como limite de armazenagem a própria capacidade da máquina em que estão instalados. Já em soluções de cloud computing esse tipo limitação não existe. Na prática, é possível expandir a capacidade de armazenamento de dados de forma indeterminada.
  • Implantação facilitada: sem a necessidade de instalação de um software ou um hardware, acessar as capacidades de uma plataforma BI em nuvem é muito mais simples. Apenas é necessário acessar à nuvem por meio de uma aplicação web e começar a utilizar o serviço.
  • Flexibilidade de atualizações: a falta de necessidade de instalação também facilita a possibilidade de upgrades e adaptações com plug-ins e integrações com outros sistemas. O que reduz significativamente os custos dessa operação.