blog//

home > blog
06/08/2019 | BIZ SERVICES

Como Business Intelligence traz mais eficiência aos negócios

Business Intelligence é um conceito que vem crescendo em importância nos últimos anos e se tornou central na criação de estratégias corporativas inovadoras e eficientes. Isso porque ele corresponde à coleta, armazenamento, tratamento, organização e análise de centenas de dados para a construção de insights e visualização de padrões e tendências que podem ser utilizados para alavancar os negócios das mais diferentes maneiras.

Mas, para que esses dados sejam trabalhos corretamente, é fundamental que se possua ferramentas que facilitem a curadoria e segmentação dos dados, assim como a colocação de filtros e visualização das informações que se possui. Plataformas gratuitas como Google Analytics são um bom começo para fazer essa gestão desses dados de business intelligence em empresas de menor porte e sem recursos, mas para gestões mais estratégicas e complexas torna-se essencial a contratação de uma plataforma mais robusta e completa.

O interessante é que, devido a grande quantidade de dados produzida e disponível para ser estudada e trabalhada na internet, o BI pode ser utilizado tanto para melhorar os negócios como um todo, como também agir em áreas específicas: caso da gestão estratégica, comercial, marketing, financeiro e até de recursos humanos de uma empresa.

10  maneiras que o Business Intelligence pode trazer mais eficiência para a sua empresa

O uso de Business Intelligence pode trazer inúmeros insights relevantes dentro de uma companhia e fazer com que a tomada de decisões seja ainda mais precisa e segura. Por exemplo:

  1.  Assertividade no planejamento estratégico: ter dados e informações significativas é fundamental para conseguir planejar o futuro da sua empresa e se preparar para os próximos passos de forma estratégia e consciente. Para isso, duas referências são imprescindíveis: visualizar tendências dos seus consumidores e do mercado em que você atua; e antecipar os riscos de determinadas tomadas de decisão.
  2. Informações mais precisas sobre clientes/leads: conhecer em detalhes seus clientes e seus leads é fundamental para criar campanhas mais focadas, promover mudanças no produto/serviço ofertado pela sua empresa, propor melhorias no site e garantir que a comunicação esteja sendo feita de forma correta. E isso o business intelligence consegue fazer muito bem, porque lhe oferece insights demográficos, de comportamento, de interesses e de vontade dos consumidores e dos leads da sua empresa.
  3. Diminuir o investimento em atividades não rentáveis: plataformas de BI conseguem apontar com precisão cirúrgica o investimento e o retorno de cada ação de marketing no ambiente digital – seja ela campanhas de e-mail, links patrocinados, redes sociais, conteúdo, cupons entre outros. Com isso, é possível (e fácil) avaliar quais são as ações que podem ser descontinuadas ou reduzidas a fim de diminuir os custos.
  4. Aumento do ROI: com informações precisas sobre cada ação, canal de aquisição de clientes, campanhas e perspectiva de demanda é possível trabalhar melhor cada etapa do processo de compra e otimizar o Retorno do Investimento (ROI) ao máximo.
  5. People analytics: é um tipo de business intelligence aplicado diretamente à área de recursos humanos. Seus canais de aquisição de informações são dos mais diversos e analisam especificamente os dados que podem influenciar aspectos mais humanos da gestão das empresas. Por exemplo: itens que podem influenciar o clima organizacional, fit à cultura da empresa, características em comum entre os colaboradores, dados sobre preferências de remuneração e motivação, produtividade entre outros.
  6. Dimensionar colaboradores e demanda de produtos: um dos insights mais interessantes que BI pode oferecer a uma empresa são em relação à área comercial. Sabendo exatamente quais são os itens mais adquiridos em tempo real, em que dias e por que tipo de consumidor é possível prever tendências de uso/consumo e criar perspectivas de demanda para datas futuras. Essa dimensão da demanda de produtos também pode influenciar diretamente a necessidade de contratação de novos colaboradores e também já facilitar esse cálculo.
  7. Benchmarking: diversos plataformas BI oferecem opções para você avaliar as ações do seus concorrentes e compará-las às suas. Podem ser informações de acesso de ao site, número de clientes, engajamento nas redes, demanda de produtos/serviços, erros e acertos em estratégias de marketing e posicionamento. Todos esses dados são relevantes para analisar a concorrência e tomar decisões mais assertivas em resposta.
  8. Verificar gargalos: uma ferramenta BI consegue apontar em quais etapas da compra estão acontecendo os gargalos na sua empresa: na atração de clientes, no relacionamento, no fechamento das contas, no pós venda, nos preços etc. Isso também pode ser feito em termos de processos internos e adesão à políticas da empresa.
  9. Verificação de metas individuais e conjuntas e reformular rotas: o interessante de uma estratégia de business intelligence é que ela pode ser medida a todo momento, não apenas ao final da ação. Com isso, é possível criar novos rotas e ajustar medidas ainda ao longo do percurso para que as metas realmente sejam batidas (tanto em níveis individuais quanto mais macro).
  10. Auxiliar a tomada de decisões: todos essas dados conseguem transformar a tomada de decisões e os planejamentos em ações mais estratégicas e focadas, e, portanto, muito mais eficientes.